Sejam bem-vindos(as) ao meu novo site!

Ele é resultado de uma grande "faxina" que fiz na minha vida, no meu jeito de ser, de pensar, na minha casa (corpo e espírito)...

Foi preciso mudar algumas coisas de lugar, arrastar daqui, jogar fora dali, esvaziar as gavetas...
No final, "a casa" ficou mais leve, nova e feliz!

No meio disso tudo, eu precisei de muita coragem e força de vontade para sair da minha zona de conforto, abandonar antigos hábitos, um emprego que me deixava infeliz, a obesidade, depressão e buscar outras coisas...

Quero muito que vc venha para o meu time e para isso, você só precisa levantar daí e dar o primeiro passo...

Vem comigo!

Como preparar chás

07:30:00





Estando associados à curas naturais e muito apreciado pela maioria da população mundial, os chás também são fortes aliados das dietas. Vale ressaltar que este tipo de bebida tem suas peculiaridades em relação ao seu preparo garantindo assim o total aproveitamento de seus benefícios.

E aí, você sabe preparar chá? Não? Então se joga neste post!


  • Raízes, talos e cascas devem ser cozidas separadamente. A medida do possível, deve-se evitar preparar o chá em vasilhame de alumínio ou ferro.
  • Durante o cozimento, os utensílios desprendem fragmentos que se misturam ao chá, alterando-lhe a composição. Utensílios esmaltados, de louça ou de barro são os mais recomendáveis. 
  • Depois de pronto, o chá deve ser armazenado em utensílio de vidro, de barro ou de louça.
  • Não se deve preparar chá em grande quantidade e armazená-lo para utilização durante vários dias. Com o decorrer do tempo, pode haver fermentação. O ideal é preparar a porção necessária para consumo no mesmo dia seja com folhas ou ervas.
  • Os chás de frutas podem ficar em infusão de oito a dez minutos. Já os chás verde e preto devem ficar imersos por no máximo cinco minutos, pois após esse tempo a planta libera uma substância chamada tanino, que dá o sabor amargo à bebida. 




Existem vários termos usados para descrever as formas com que são preparados os chás. Vejamos:

  • Infusão: Dispor as ervas no recipiente e despejar água fervente sobre elas. Tampar e deixar a infusão em repouso. Folhas e flores devem permanecer em repouso durante 10 minutos. Talos, raízes e cascas, durante 20 ou 30 minutos.

  • Maceração: As ervas devem ser postas de molho em água fria durante período variável entre 10 e 24 horas. Partes tenras como folhas, flores e brotos ficam 10 a 12 horas. Talos, cascas e raízes duros devem ser cortados em pedaços, e permanecer de molho durante 24 horas. Partes intermediárias devem ficar de molho entre 16 e 18 horas. Por não utilizar fervura, este método é mais vantajoso que os demais, pois mantém as substâncias terapêuticas das ervas inalteradas.

  • Decocção: Despejar água fria sobre as ervas, e iniciar o cozimento. A fervura varia de 5 a 20 minutos. Flores,folhas tenras e brotos necessitam de no máximo 10 minutos. Partes mais firmes, como raízes, cascas e talos devem ser cortados em pedaços pequenos e postos a cozinhar durante 15 a 20 minutos. Após a fervura, o recipiente com o chá deve permanecer fechado durante alguns minutos.

  • Tisana: Acrescentar ervas à água fervente, tampar o vasilhame, e permitir a fervura por mais cinco minutos. Em seguida, desligar o fogo e aguardar alguns minutos antes de usar o chá.

Agora que você aprendeu, se joga no chá amiga(o)! Bjocas.

You Might Also Like

0 comentários

Comenta aí!

.

Acompanhe pelo Snapchat

Siga-me no Facebook